Relacionamento

O amor verdadeiro não tem endereço, mas o falso tem

1 comment1923 views

A rotina não deve impedir você de encontrar alguém

A rotina, muitas vezes, pode parecer, aos mais distraídos, algo maçante; nada de novo acontece, principalmente para quem está em busca da pessoa ideal.

No Carnaval, por exemplo, há quem se entregue à folia despreocupada, com a esperança de que, saindo das habituais atividades do dia a dia, veja e seja visto, e quem sabe mude o atual status de “solteiro” na rede social para “em um relacionamento sério”.

Esse pensamento pode induzir uma pessoa a um erro: o da negligência. Caso permita-se deixar levar pela euforia da folia e pela esperança de encontrar o par ideal, correrá o risco também de encontrar alguém no calor da emoção, no lugar e hora errados. O amor verdadeiro não tem endereço, mas o falso tem.

“A verdade é que nós somos responsáveis por nossas escolhas. Deus nos dá inteligência para identificar quem é adequado e quem não é para um relacionamento amoroso”, alerta o escritor e palestrante Renato Cardoso em seu blog. Portanto, em vez de procurar um lugar para encontrar o amor, que tal buscar caminhos, mesmo dentro de sua rotina, que levam a ele?

A “chave” para encontrar alguém

A internauta Fabiana Vasconcelos, de Manaus, enviou uma dúvida ao chat sobre relacionamentos realizado por Renato e sua esposa, Cristiane Cardoso, pelo Facebook, no último dia 3 de fevereiro. Fabiana questionou como poderia encontrar o par ideal com a rotina que tem. Veja abaixo, a pergunta e a resposta:

“Minha rotina é casa, igreja e trabalho. De segunda a domingo. Acabo sem fazer tempo para conhecer outras pessoas e meu ciclo de amizades não me proporciona encontrar um homem com meu perfil, principalmente se referindo à idade. Onde e como encontrar uma pessoa da mesma fé, com os mesmos objetivos?”

Cristiane Cardoso respondeu:“Você precisa fazer alguns ajustes na sua rotina, amiga. Não é fazendo a mesma coisa de sempre que você vai conseguir algo novo. Mude o assento que sempre senta na igreja, procure se envolver com algum grupo na igreja que você possa fazer novas amizades, faça tempo para ir na Terapia do Amor, deixe suas amizades saberem que você está à procura de alguém – quem sabe uma amiga ou um parente conhece alguém que tem o perfil que você procura? Enfim… faça por onde encontrar essa pessoa.”

Segundo Renato, ainda em seu blog, a chave não está somente em encontrar a pessoa ideal, mas em fazer as coisas certas. E a coisa certa aqui é dar chance ao novo, mesmo dentro da uma rotina, sem se deixar acomodar nela. Cresça o seu círculo de amigos, permita-se iniciar uma amizade, e escolha com a cabeça, e não com o coração.

Para aprender mais sobre como resolver os problemas da vida amorosa, participe da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.