Relacionamento

Deus aprova o divórcio?

3043 views

Veja o que o bispo Clodomir Santos diz a respeito disso

Ler a Bíblia é imprescindível para a manutenção da nossa fé, pois é por meio da Palavra de Deus que conhecemos a vontade dEle para a nossa vida e passamos a praticá-la. Contudo, não basta ler a Bíblia, é preciso entender o que está escrito nela, do contrário a leitura não trará nenhum resultado para a nossa vida.

É fundamental que essa leitura não seja feita de qualquer maneira, como se estivéssemos lendo um romance ou um livro comum. Ela deve ser feita com reverência e sempre antecedida de uma oração sincera para que Deus nos dê o entendimento correto da Sua Palavra.

Porém, mesmo agindo dessa forma, muitos cristãos não conseguem entender o que leem na Bíblia. Pensando nisso, o bispo Clodomir Santos criou um espaço no programa “Fala que eu te escuto” – transmitido pela Rede Aleluia de rádio (99.3 FM) e pela rádio São Paulo (960 AM), de  segunda a sexta-feira, das 8 às 9 da manhã – para esclarecer as dúvidas bíblicas dos ouvintes.

Recentemente, um ouvinte questionou o fato de Moisés ter falado sobre o divórcio (Deuterônomio 24.1-4).

Mas o próprio Senhor Jesus esclarece isso na Bíblia, em Mateus 19.6-9:

“Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?  Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.”

O bispo destacou que a relação entre o marido e a mulher é mais íntima do que a relação entre pais e filhos. O laço de união é mais forte. Por isso Jesus coloca que a condição para o divórcio é o adultério.

 E não se trata apenas do adultério físico, mas também do espiritual, que é quando um dos cônjuges conhece a Palavra de Deus mas não quer se submeter a ela, e ainda exige que o parceiro também desagrade a Deus.

 Se é o seu caso, você tem todo o direito de optar pelo divórcio, uma vez que isso está implicando na sua Salvação. Porém, o bispo Clodomir deixou claro que essa decisão é pessoal e intransferível.

Por Jeane Vidal / Fotos:Thinkstock