Relacionamento

Será que ele (a) já esqueceu a (o) ex?

26254 views

Veja 6 sinais de que o seu parceiro ainda está envolvido emocionalmente com o passado

Algumas pessoas têm habilidade para esquecer um (a) ex-namorado (a) num piscar de olhos; outras já não podem dizer o mesmo. Cada um tem o seu tempo para se “curar”. Não existe um padrão estipulado.

Quando estamos em um relacionamento, muitas vezes, é difícil ter certeza de que a outra pessoa realmente enterrou o passado ou se ainda se recorda dos momentos que teve com o (a) ex, se ainda mantém contato e se, de alguma maneira, ainda tem expectativas de que voltem a ficar juntos.

Embora detectar tudo isso não seja uma tarefa das mais fáceis, é imprescindível que você esteja consciente sobre quais são os vínculos que o seu companheiro ainda tem com o passado.

Veja 6 sinais mais comuns que “denunciam” a relação do seu parceiro com a (o) ex:

1- Eles continuam “amigos” nas redes sociais

Você dá uma investigada melhor nas redes sociais do seu parceiro e percebe que fotos antigas ainda aparecem na página dele. Repara também que ele ainda “segue” a (o) ex e que, provavelmente, recebe as atualizações das atividades dela (e) constantemente. Ele sempre “curte” as postagens dela (e), trocam mensagens ou ainda se falam por telefone. Se esses sinais são óbvios no seu relacionamento, analise se não está investindo o seu tempo em alguém que ainda está com a cabeça e o coração no passado. Mas um detalhe é importante ao fazer essa busca por “rastros e evidências”: tome cuidado para não perder o equilíbrio e isso virar uma “neura”.

2- São melhores “amigos” na vida real

Alguém pode tentar convencê-lo de que pode sim existir uma grande amizade entre um casal que tentou um relacionamento. Mas as experiências das pessoas provam que um dos dois saiu magoado ou criou alguma expectativa na história. E o pior: a (o) nova (o) namorada (o) sempre será a pessoa que jamais irá compreender essa tentativa de amizade. Se vocês eram amigos antes de se relacionarem e definitivamente não são compatíveis, o jeito é superar isso, mesmo que isso signifique abrir mão da amizade, se não quiserem magoar as pessoas com quem estão se relacionando atualmente.

3- A ferida ainda não está cicatrizada

Por mais que um relacionamento tenha sido doloroso, seguir em frente é a melhor forma de superação. Se você ou o seu parceiro ainda sente raiva ou mágoa ao falar do (a) ex, é sinal de que a ferida ainda não foi cicatrizada. Se ainda está sensível, não pode ser tocada, então ainda dói de alguma forma. Se isso está acontecendo, pense bem antes de qualquer passo no relacionamento.

4 – Ele (a) sente ciúmes da (o) ex

Ele (a) pode até negar que ainda sente algo pela (o) ex, mas as atitudes vão provar o que está dentro dele (a). Se em alguma situação você percebe algum tom de ciúmes ao mencionar um antigo amor, que agora está namorando, analise bem. Preste atenção em qual será a reação dele (a) ao encontrar a (o) ex com um novo companheiro, como irá se comportar, se há irritação, se observará os dois, irá criticá-los ou não. Se para ele (a) isso não fizer nenhuma diferença, é um bom sinal; mas se, de alguma maneira, ele (a) se sentir desconfortável e demonstrar ciúme, reveja os seus conceitos.

5 – Ele (a) vive comparando a (o) ex com você

Cada pessoa é única. Ninguém gosta de ser comparada a ninguém. Se irmãos detestam isso, já imaginou ser comparado com o ex de alguém? “A outra (o outro) me tratava melhor”, “cozinhava melhor”, “gostava de sair mais”. Se você já ouviu frases como essas é um sinal claro de que você não é exatamente o que o seu parceiro procurava. Então, por que perder tempo com ele? Procure alguém que o (a) valorize e ame do jeito que é, sem comparações.

6 – A (o) ex é mais que uma lembrança

Se a cada lugar em que vocês vão o seu parceiro sempre tem alguma recordação de um passeio que fez com o outro ou, de alguma maneira, sempre traz o nome ou alguma situação que envolve o ex em alguma história, é hora de analisar se isso se trata apenas de uma lembrança ou algo mais vivo na memória. Fique atento.

Aprenda mais

Não existe uma regra, mas pessoas que saíram recentemente de um relacionamento, principalmente longo, e já engatam em outro, têm mais probabilidades de apresentar esses sinais. Portanto, analise bem.

Para aprender mais dicas sobre a vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor,que acontecem todas as quintas. Se você mora em São Paulo, participe no Templo de Salomão. Ou clique aqui para verificar o endereço de uma Universal mais perto de você.

Esse artigo lhe ajudou? Compartilhe em suas redes sociais.