Blog

Para vencer a depressão

769 views

A vida nos reserva muitas surpresas. Sempre nos deparamos com situações novas. Algumas são boas, outras nem tanto.

Por vezes vivemos momentos tão duros que parece que levamos um choque elétrico.

Quem pode dizer que seus dias são totalmente programados e que nada nunca lhe fugiu do controle?

Parece que a receita da felicidade é uma vida estável, calma e totalmente linear. Mas não é assim a proposta da existência. As mudanças surgem para todos e são inevitáveis.

Uma nova casa, maior ou menor; uma nova escola; um novo patrão; um nova proposta de trabalho; um ente querido que chega ou um que acaba de partir; as núpcias ou a viuvez; uma oportunidade de promoção ou uma carta de demissão; uma demonstração de carinho ou uma ingratidão, etc.

Para que possamos nos diplomar na escola da vida, precisamos aprender as lições. Ignorar isso pode tornar tudo muito mais difícil do que é. Não faço aqui apologia ao sofrimento, mas ele é inerente à vida e tem papel fundamental no nosso crescimento.

Quando somos apertados pela dor, sacudidos pelas decepções, a vontade é parar pelo caminho para tomar fôlego, chorar e ficar só.

Entretanto, nesta pausa, quando as lágrimas se tornam o alimento e as lembranças boas ceifam a pouca força que resta, a depressão pode surgir como perigosa companheira.

Esse é o mal que mais cresce nos últimos anos. Infelizmente, tem devastado pessoas cheias de sonhos e talentos, que acham que chegaram ao fim da linha, onde tudo parece perdido.

No passado, um homem de fé viveu esses momentos. Seu nome era Elias, o grande profeta de Deus. Ficou tão deprimido com a apostasia de seu povo e com o fortalecimento dos maus que tirou os olhos da grandeza e fidelidade de Deus para olhar somente no que de ruim acontecia à sua volta. Ele vivia perseguições e ameaças de morte. Isso o deixou com medo e muito abatido. Recusou companhia para ficar debaixo de uma árvore, fraco e sem forças até para orar.

O socorro veio do céu, por meio de um anjo: alimento e descanso para que depois  seguisse seu caminho.

Porém, esse processo durou muitos dias até chegar ao ápice da tristeza quando perdeu a vontade de viver, desejando a própria morte.

Ainda bem que Deus não desiste de ninguém! Ao ver seu estado, mostrou-lhe quanta coisa boa ainda iria acontecer por meio dele. E, enquanto Elias reclamava que era o único fiel sofredor, Deus o fez enxergar mais 7 mil homens que também estavam perseguidos.

Será que você também não insiste em ficar parado no caminho? Todos passam, acenam, chamam e você continua sem reação alguma?

Passa seus dias a lamentar-se com perguntas que não levam a nada, como: “O que eu fiz para merecer isso?”; “Por que tudo é tão difícil para mim?”; “Quando isso vai acabar?”; “Porque o Senhor permitiu isso comigo?”…

Você não é o único que sofre. Todos conjugam esse verbo e enfrentam mudanças.

Vestimos o mesmo traje: carne e ossos. Sujeitos a alegrias e tristezas; entusiasmos e desalentos; a problemas que insistem permanecer… Enfim, ninguém tem uma vida perfeita. No entanto, que isso não seja motivo de entrar em um quarto e se entregar às dores.

Que essas palavras encontrem o alvo e sejam como a comida e a bebida para que você se ponha de pé. Mesmo que esteja aqui agora silenciosamente, sem vontade de falar, seja ajudado a continuar caminhando, apesar dos pesares.

Novos dias virão, muito melhores do que hoje, creia nisso!

  1. Experimente mandar este link para ajudar alguém!