Relacionamento

10 razões erradas para se começar um relacionamento

1825 views

O que não pode ser sua motivação para começar um namoro com alguém

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD)  de 2013 revelou que o Brasil tem 77 milhões de solteiros (cerca de 49,2%  da população acima de 15 anos). E muitas pessoas estão à procura de um companheiro. Mas será que as razões para iniciar um relacionamento a dois têm sido corretas?

Tão importante quanto encontrar a pessoa certa e ser a pessoa certa é começar um relacionamento pelos motivos certos. Abaixo listamos 10 razões erradas pelas quais muitos estão se deixando levar para começar a namorar:

1. Mudar seu status nas redes sociais

Você vê tantos contatos atualizando o status e o seu até agora está “solteiro (a)”? Vira e mexe aparece em suas atualizações que fulana está em um relacionamento sério com ciclano e com você nada aconteceu? Se essa tem sido a sua motivação, na verdade você está mais preocupado em mostrar para os outros que você também é feliz na vida sentimental. 

2. Exibir-se para as outras pessoas

Por ter ficado um longo tempo solteiro (a), talvez muitos tenham até debochado da sua situação, mas isso não é razão para querer arranjar alguém, só para “esfregar” na cara de todo mundo. Seu interesse, principalmente se está há um longo período sozinho, não pode ser o de mostrar para quem quer que seja que você está feliz e realizado, mas o de construir um relacionamento alicerçado em Cristo.

3. Para ser feliz

Não para ter um relacionamento feliz, mas para ser feliz. Você, por mais bem intencionado que seja, não tem o poder de fazer alguém feliz. O único capaz dessa proeza é o Senhor Jesus. Então, o coerente seria ser feliz e buscar alguém feliz, para juntos serem ainda mais felizes. Antes de querer encontrar alguém, queira ter um encontro com Deus. Quando isso acontecer, sua perspectiva sobre relacionamento vai mudar completamente.

4. Para se ver livre da casa dos pais

Eu não sei que tipo de relação você tem com a sua família. De repente há muita cobrança, eles não comungam da mesma fé que você, ou você é quem sustenta todo mundo e já não aguenta mais isso. Porém, independentemente da razão, querer logo namorar para casar o quanto antes, só porque você não aguenta mais viver na casa dos seus pais (ou de outro parente), pode ser uma roubada. Casamento é sinônimo de sacrifício. Conviver com outra pessoa, com suas próprias preferências, pensamentos, desejos e atitudes, na maioria das vezes totalmente diferentes dos seus, requer uma dose cavalar de paciência e resignação.

Se já está difícil para você agora aguentar o jeito daqueles que lhe colocaram no mundo, será que vai ficar fácil aguentar de alguém, que mesmo com amor, é um estranho para você? Casamento não é liberdade. Como o próprio nome diz, é compromisso. Solteirice é liberdade. Se você quer casar para ser livre, não vai ser. Haverá uma outra pessoa em sua vida, a quem você dedicará seus dias (e vice-versa). Você não pensará mais só em você. Suas decisões deverão englobar o seu cônjuge.

Ao invés de esperar que seus pais mudem a maneira que lidam com você, mude você a forma como os trata. Se você conseguir colocar em prática atitudes que gerem um lar harmonioso, com certeza quando casar vai tirar de letra as dificuldades a dois. 

5. Para ter com quem sair

Essa é um clássico das razões por que muitos querem namorar. Basta você listar as reclamações às sextas-feiras e aos sábados. Parece até que ninguém fica triste por não ter namorado (a) nos outros dias da semana. Você não precisa de ninguém para sair, se divertir e aprender coisas novas. Você não pode cancelar a sua agenda até a chegada de alguém. Aproveite bem todos os dias da semana e, quando essa pessoa chegar, você vai ter muita coisa legal para contar.

6. Para mudar de vida

Todas as expectativas em um relacionamento. É por isso que muitos vivem frustrados com a vida de solteiro, adiando todos os planos para o dia em que encontrarem a pessoa da sua vida. É claro que um relacionamento irá mudar a sua vida, rotina, perspectivas, mas o problema aqui é adiar a sua vida para depois de um casamento, viver uma vida estacionada, medíocre, sem entusiasmo e achar que tudo isso irá mudar depois do casamento. Se sua vida está morna, não espere um relacionamento para mudar isso, Deus já deu as condições. Mude você a sua história. Grandes histórias atraem grandes admiradores. Seu futuro marido/esposa irá admirar a sua (e querer fazer parte dela).

7. Para se cuidar

As pessoas associam rapidamente o se embelezar à presença do sexo oposto em suas vidas – o que não deixa de ser uma verdade, mas não é uma regra. Talvez muitos pensem assim por verem que alguns solteiros passam a se cuidar mais quando estão envolvidos sentimentalmente. Mas isso deve acontecer muito antes de um relacionamento começar. O seu exterior deve ser uma amostra interessante do que é o seu interior. Até porque você nunca sabe onde e quando será o encontro.

8. Por pena

“No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.” 1 João 4.18

Se você refletir sobre os sinônimos de pena não há nada de bom: castigo, comiseração, condenação, dó, lástima, lição, penalidade e punição.

Se você sente pena, há um medo por trás de tudo isso. E isso não é amor. Quando você sente pena, no seu íntimo você considera que o outro não é capaz o suficiente de superar aquela situação. Esse sentimento pode nos levar a tomar decisões erradas, baseadas no coração. No fundo você acha que a pessoa não é capaz de ter um relacionamento recíproco, o que gera uma situação de codependência, ela de você e você de se sentir tão importante e essencial para aquela pessoa.

Por isso, quando você se pegar com peninha de alguém e motivado a iniciar um relacionamento por causa disso, pare na hora. Fuja também da pessoa que tenta lhe convencer a ficar com ela por pena.

9. Para convertê-lo (a)

“Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?” 2 Coríntios 6.14

Casar com uma pessoa é um compromisso. Você se prende voluntariamente ao outro. Muitos solteiros que buscam manter a fé estão se iludindo com essa falácia: “Mas ele (a) tem tudo de bom, só falta se converter.” Só falta isso? Então falta tudo. Só que você não irá converter ninguém. Essa é uma decisão pessoal. Não se arrisque num relacionamento com alguém que está caminhando em outra direção. Se a sua fé em Cristo é o que direciona tudo em sua vida, como você vai conseguir viver maritalmente com alguém que não segue esse princípio primordial para você? Se ambos na mesma fé já enfrentam desafios, por se tratar de indivíduos diferentes, imagine o contrário.  Não se prenda a um relacionamento de crenças desiguais. Você está colocando em risco o que tem de mais valioso – se é que você considera tão valioso assim.

10. Para ter sexo

O sexo foi pensado por Deus para o prazer do homem e da mulher compromissados um com o outro em uma aliança de casamento. Não é um passatempo ou uma aventura, e a sua prática descompromissada envolve riscos,tanto físicos quanto emocionais. O sexo será parte importante de um relacionamento bem definido entre o casal, mas não só isso.

Solteiros inteligentes sabem que devem cuidar de si mesmos antes de entrar em uma relação. E por isso participam da Terapia do Amor, todas as quintas-feiras, no Templo de Salomão, às 10h, 15h e 20h, ou em uma Universal mais próxima.

E para você, existem mais razões além dessas que não devem motivar o início de uma relação? Já se deixou levar por alguma das situações relatas acima? Deixe o seu comentário.

Por Núbia Onara / Foto: Thinkstock