Blog

Obreira, como trata do seu uniforme?

1363 views

ob_uniforme-1900x748Em conversa com o meu esposo sobre o uniforme das obreiras, ele dizia-me que quando estava no exército, recebia orientações rigorosas a ter com a sua farda.

Nada podia ficar amassado, as botas tinham que estar extremamente engraxadas, e tudo no seu devido lugar.

E mais, o soldado que se apresentasse de qualquer maneira, sem aprumo, sem higiene, era chamado severamente à atenção. Pois no exército há regras, disciplina. Todo o militar que não cuida da sua aparência, é tido como alguém desleixado e todo aquele que é visto dessa forma não é confiável. O soldado tem orgulho do seu uniforme!

E vamos ser sinceras, realmente, quando vemos alguém descuidado com a aparência; quando vemos alguém com a sua vestimenta maltratada, desarranjada, a imagem que passa é de uma pessoa que não é confiável.

Tristemente falo deste assunto, porque não são poucas as obreiras que não valorizam o uniforme que vestem.
Bem sabemos, que não é o uniforme que salva, mas o relaxo e a indiferença com que muitas tratam da sua armadura de guerra é alarmante, pois se não há uma dedicação e um empenho no trato do uniforme, isso é um sinal de que algo dentro não vai bem.

Afinal, pergunta você, qual o ensinamento deste artigo para a minha vida?

Que sirva para pensar sobre a forma como tem vestido o seu uniforme, se é com prazer, cuidado, alinhado corretamente, ou não… se já não tem qualquer preocupação em fazer do seu uniforme a sua armadura de guerra, o seu espelho. Já não há temor; vê o seu uniforme como algo natural, como uma roupa qualquer. Ou então, as que não têm mais prazer em vesti-lo e até se envergonham.

Hospedeiras de bordo (aeromoças) têm orgulho, acham-se charmosas ao usarem o seu uniforme, muitas obreiras têm vergonha!

Pense nisto: Médico, bombeiro, policial, o soldado, como mencionei acima…Todos têm prazer da sua farda!

A forma como trata do seu uniforme revela o grau de compromisso que tem para com o seu chamado!

“O filho honra seu pai, e o servo, o seu senhor. Se eu sou pai, onde está a honra que me é devida?”
 Medite em Malaquias 1:6-14.

Onde está a sua honra em vestir o uniforme que Deus lhe confiou?

É muito sério este assunto, pois também a forma como cuida do seu uniforme é uma oferta. E pode muito bem estar a apresentar a Deus, uma oferta imunda!

D LuizaLuisa Teixeira

http://vivifreitas.me/