Blog

Obreira, como uma “estátua”!

909 views

Statue of Liberty; New York City, New York, United States of AmericaQuando é que eu me transformo em uma “estátua”, o que pressupõe paragem ou estagnação?!

Em que momentos deixo de avançar, olho para trás, ou então, para os lados?

* Precisamente quando não obedeço à palavra de Deus e às autoridades espirituais;

* Posso até dizer “sim” – com a cabeça – mas, no íntimo, não há concordância absoluta. Não há entrega total;

* Quando fico a questionar a direção que vem de Deus, reagindo como uma incrédula;

* Quando fico indiferente à repreensão, ou até à “mão” da pessoa que me adverte a sair do meu estado. Mão esta, que representa a mão dos anjos que conduziram Ló e a sua família, a abandonarem o estado miserável, e de podridão, em que viviam.

* Quando sou resistente à Voz de Deus. E por aí em diante…

Não foi isso que a esposa de Ló fez?

No fundo, ela não queria perder as suas mordomias; a posição e as riquezas, pois Sodoma e Gomorra eram cidades prósperas, repletas de facilidades.

Mas esse não foi o caminho que, um dia, decidimos escolher, quando aceitámos a Cristo, como nosso Salvador?

O caminho não é de facilidades! Antes, é estreito e apertado.

É com violência que alcanço a minha salvação! É contra o meu próprio querer; e, se para isso, tenho que “gemer” de dor, ainda assim, jamais me renderei às paixões da minha “carne”.

Você deve analisar o que a torna em uma estátua, que não lhe permite desenvolver. E, quando algo acontece, é apenas uma melhora!

Obreira, não há tempo a perder! Não estagne, a pensar que precisa do “seu tempo”, ou do seu espaço. Somos nós que fazemos o tempo!

A Esposa de Ló também reclamou o seu tempo; um momento para olhar atrás, e veja o que aconteceu!!!

A Palavra de Deus refere-se à mulher de Ló, apenas duas vezes. Mesmo assim, a sua atitude REBELDE fez o Senhor Jesus lembrar-se dela, para nos chamar a atenção: “Lembrai-vos da mulher de Ló.” (Lucas 17:32)

A mulher de Ló não usou a cabeça, e sim o coração. Por isso, fique em alerta, pois quando não usa o raciocínio, corre o sério risco de se tornar em uma “estátua”. E pior ainda: Desta forma, a sua salvação está em risco.

Pense nisto, e avalie profundamente a sua vida. Não estamos em tempos de brincadeira, mas a viver dias piores do que em Sodoma e Gomorra!

D LuizaLuisa Teixeira.

http://vivifreitas.me/