Falso: Governador de São Paulo entregará Fundação Casa para a Universal

Mito: Mensagens que circulam pelo aplicativo WhatsApp informam que o governador de São Paulo, João Dória, “trabalha uma parceria” com a Igreja Universal do Reino de Deus “para que esta assuma as unidades” da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA).

De acordo com as mensagens, a Fundação Casa será privatizada e todos os servidores que não concordarem com a presença da Universal, serão demitidos.

A Fundação Casa aplica medidas socioeducativas aos menores infratores, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A instituição atende jovens de 12 a 21 anos incompletos em todo o estado de São Paulo.
Eles estão inseridos nas medidas socioeducativas de privação de liberdade (internação) e semiliberdade. As medidas — determinadas pelo Judiciário — são aplicadas de acordo com o ato infracional e a idade dos adolescentes.

Verdade: a Universal jamais cogitou assumir a Fundação Casa.

O secretário de Justiça e Cidadania de São Paulo, Paulo Dimas Mascaretti, também divulgou uma nota desmentindo o boato que circula pelo WhatsApp, de privatização da Instituição e de terceirização de serviços.

O fato é que, desde 1988, a Universal mantém um programa social – Universal Socioeducativo – que ajuda na ressocialização de jovens que foram apreendidos pela prática de crimes. São 8.340 voluntários, em todo o Brasil, oferecendo aos adolescentes apoio social e psicológico e jurídico, além de cursos, palestras, entretenimento cultural e esportivo.

Em 2018, o Universal Socioeducativo atendeu 213.804 jovens internos em todos os estados brasileiros.