Falso: Governador de São Paulo entregará Fundação Casa para a Universal

Mito: Mensagens que circulam pelo aplicativo WhatsApp informam que o governador de São Paulo, João Dória, “trabalha uma parceria” com a Igreja Universal do Reino de Deus “para que esta assuma as unidades” da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA).

De acordo com as mensagens, a Fundação Casa será privatizada e todos os servidores que não concordarem com a presença da Universal, serão demitidos.

A Fundação Casa aplica medidas socioeducativas aos menores infratores, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A instituição atende jovens de 12 a 21 anos incompletos em todo o estado de São Paulo.
Eles estão inseridos nas medidas socioeducativas de privação de liberdade (internação) e semiliberdade. As medidas — determinadas pelo Judiciário — são aplicadas de acordo com o ato infracional e a idade dos adolescentes.

Verdade: a Universal jamais cogitou assumir a Fundação Casa.

O secretário de Justiça e Cidadania de São Paulo, Paulo Dimas Mascaretti, também divulgou uma nota desmentindo o boato que circula pelo WhatsApp, de privatização da Instituição e de terceirização de serviços.

O fato é que, desde 1988, a Universal mantém um programa social – Universal Socioeducativo – que ajuda na ressocialização de jovens que foram apreendidos pela prática de crimes. São 8.340 voluntários, em todo o Brasil, oferecendo aos adolescentes apoio social e psicológico e jurídico, além de cursos, palestras, entretenimento cultural e esportivo.

Em 2018, o Universal Socioeducativo atendeu 213.804 jovens internos em todos os estados brasileiros.

Universal pede doações em página não-oficial no Facebook e em portal de comércio eletrônico

Mito: a Igreja Universal do Reino de Deus está pedindo doações em páginas não-oficiais no Facebook e no portal de comércio eletrônico Mercado Livre.

Na rede social, uma página não-oficial se utilizava do nome e da imagem do Bispo Edir Macedo, líder e fundador da Universal, para solicitar ofertas financeiras. Em outro caso semelhante, o portal Mercado Livre exibia um anúncio pedindo doações “de R$ 10 a R$1.000” para a construção de um templo. Ambos os textos traziam dados de contas correntes pessoais para depósito.

Verdade: são golpes aplicados por bandidos!

A postagem no Facebook foi removida pela rede social, por se tratar de uma absurda e grosseria falsificação.

As únicas formas de oferecer uma doação para a Universal pela Internet, é utilizando o portal oficial, pelo link https://doacao.universal.org , ou a plataforma específica na página oficial da Universal no Facebook.

A Universal ressalta que não pede doações diretas para seus pastores, solicitando depósito em contas correntes pessoais deles.

Se você encontrar qualquer destas situações, denuncie imediatamente. Em caso de dúvida, entre em contato com o UNIcom pelo telefone (11) 2392-3306, ou pelo e-mail unicom@sp.universal.org.br

Ex-bispo Shuett tem o “apoio incondicional” de obreiros da Universal a candidatura

Mito: O ex-bispo da Universal Renato Shuett tem o “apoio incondicional” de obreiros da Igreja no Rio de Janeiro, na candidatura dele à Assembleia Legislativa no estado.

Verdade: Nunca existiu, nem existirá tal apoio. As imagens que circulam pela Internet, do ex-bispo em um templo da Universal e acompanhado de obreiros uniformizados, foram registradas sem autorização da Igreja, com a clara intenção de enganar os eleitores.

Muito cuidado com os oportunistas.

Aplicativo de táxi do Rio arrecada dízimo para Igreja Universal

Mito: De acordo com uma denúncia que circula pela Internet, a Prefeitura do Rio de Janeiro teria criado o aplicativo Taxi.rio para que a Igreja Universal do Reino de Deus pudesse arrecadar o dízimo de taxistas.

Verdade: A Igreja Universal não tem qualquer relação com o aplicativo Taxi.rio, como confirma o conhecido portal Boatos.org – que desmentiu o rumor.

O Taxi.rio é um app de mobilidade urbana lançado pela Prefeitura carioca em 2017, como alternativa a outros serviços como 99, Uber e Cabify.

Contudo, diferentemente do que ocorre com os aplicativos de transporte tradicionais, o Taxi.rio não cobra taxa de adesão ao sistema, ou sobre o valor das corridas realizadas. Só isso já bastaria para desqualificar a mentira, pois não dá para “arrecadar” qualquer valor de um serviço que é gratuito tanto para motoristas quanto para passageiros.

O que está por trás de uma farsa tão estapafúrdia é mais um ataque preconceituoso de ódio contra a Igreja Universal, nosso corpo eclesiástico e 9 milhões de adeptos em todo o mundo.

Duvide sempre dessas correntes sensacionalistas que poluem as redes sociais. Não se deixe enganar tão facilmente por esses covardes que avançam contra a Universal e contra o prefeito Marcelo Crivella. Eles estão por toda parte.

E não se esqueça: não é somente quem inventa os boatos, quem espalha notícias falsas para atacar a honra de uma pessoa ou a credibilidade de uma instituição também está sujeito às punições da Lei e pode ser condenado pela Justiça.

Bispo Macedo candidato à Presidência da República

Mito: segundo textos publicados em sites como o “Brasil 247” e o “Diário do Brasil”, o Bispo Edir Macedo “pode entrar na corrida para Presidente”. De acordo com os autores, “lideranças políticas e religiosas ligadas à Universal” e a “bancada evangélica” articulam e tentam convencer o Bispo Macedo a se candidatar.

Verdade: o Bispo Edir Macedo ignora, jamais autorizou e nunca aceitaria tal especulação envolvendo seu nome. Ele não é e não será candidato à Presidência da República.

Igreja Universal vende copo d’água “diretamente do Nilo”

Mito: Por R$ 130, a Igreja Universal do Reino de Deus estaria comercializando copos com a água do Rio Nilo “bebida por Moisés”.

Verdade: Trata-se de um boato mentiroso que circula nas redes sociais desde 2015. Aliás, esse tipo de calúnia é recorrente e tem merecido da Igreja Universal, inclusive, a tomada de medidas judiciais.

O rumor sobre o copo d’água da Universal é semelhante a outros que já foram inventados, sobre venda de vassouras e sabonetes.

É preciso ter cuidado e responsabilidade com a informação que se compartilha, para não dar eco a boatos mentirosos que, mesmo sob um olhar ligeiro, deixam claro que se trata de uma fraude.

Caminhão com logo da Prefeitura do Rio despeja concreto em obra da Universal

Mito: Circula um vídeo pela internet que mostra um caminhão com identificação da Prefeitura do Rio de Janeiro em frente a uma construção. Segundo o autor da gravação, a obra seria de um templo da Universal e o caminhão estaria despejando concreto no local.

Verdade: o imóvel não pertence à Universal e o caminhão é de uma empresa terceirizada que atendia a gestão anterior da Prefeitura do Rio, do prefeito Eduardo Paes. Basta olhar o logotipo antigo colado no veículo.

É mais um boato mentiroso espalhado por quem pretende atacar a Igreja Universal e seus adeptos.

Igreja Universal estimula discriminação contra cultos afro-brasileiros

Mito: A Igreja Universal do Reino de Deus pratica “reiteradas atitudes agressivas” contra adeptos dos cultos de matriz africana, que seriam “apedrejados, espancados e surrados com Bíblias”, segundo reportagem da Agência Pública divulgada na Internet, citando estudo dos anos 1980.

A autora da matéria fez, ainda, uma relação entre o suposto aumento do número de denúncias de “discriminação por motivo religioso” e a eleição do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, bispo licenciado da Universal.

Verdade: Embora as diferentes denominações religiosas tenham crenças distintas, a Universal respeita todos os credos exatamente por defender as liberdades de religião, de pensamento e de expressão asseguradas em nossa Constituição Federal.

Assim, mesmo divergindo – como é nosso direito, assegurado pela liberdade de culto – a Universal jamais perseguiu ou atacou pessoas por suas convicções espirituais.

Pelo contrário, respeitamos a todos porque, como vítimas maiores do ódio religioso no Brasil, também exigimos o mesmo respeito.

Jornalismo da Record TV é censurado pela Igreja Universal

Mito: Circula pela Internet a informação de que Igreja Universal do Reino de Deus teria “proibido” o Jornalismo da Record TV de “falar dos 300 anos da aparição da Padroeira do Brasil”.

Verdade: A Universal e a Record TV são instituições absolutamente distintas, uma sem subordinação ou ingerência sobre a outra.

Além disso, o autor dessa fantasia tenta colocar os fiéis da Universal em confronto com os católicos, ao insinuar que se trata de um ataque às convicções daquela religião. Nós, da Universal, repudiamos com veemência todo ataque a fé ou crenças, até porque somos as maiores vítimas da intolerância religiosa em nosso País.

Universal promove estudo bíblico para divulgar novela da Record TV Apocalipse

Mito: segundo texto publicado no portal “Observatório da Televisão”, a Igreja Universal do Reino de Deus estaria promovendo uma “divulgação indireta da próxima novela da emissora, Apocalipse”. De acordo com a publicação, “para familiarizar os fiéis no assunto” e “atraí-los para assistir o folhetim”, a Universal reuniria, aos domingos, no Templo do Salomão, em São Paulo, “os seguidores para um estudo acerca do livro apocalíptico”.

Verdade: desde seu início, a Universal prove estudos bíblicos sobre o Apocalipse, que são fundamentais para a Fé cristã. Além disso, há anos, o portal Universal.org e todos demais veículos da instituição também divulgam textos sobre o assunto.

O veículo de comunicação deveria, pelo menos, verificar a informação para não publicar a versão deturpada de um fato como se fosse a verdade. É o que exige a prática do bom jornalismo.