Caminhão com logo da Prefeitura do Rio despeja concreto em obra da Universal

Mito: Circula um vídeo pela internet que mostra um caminhão com identificação da Prefeitura do Rio de Janeiro em frente a uma construção. Segundo o autor da gravação, a obra seria de um templo da Universal e o caminhão estaria despejando concreto no local.

Verdade: o imóvel não pertence à Universal e o caminhão é de uma empresa terceirizada que atendia a gestão anterior da Prefeitura do Rio, do prefeito Eduardo Paes. Basta olhar o logotipo antigo colado no veículo.

É mais um boato mentiroso espalhado por quem pretende atacar a Igreja Universal e seus adeptos.

Igreja Universal estimula discriminação contra cultos afro-brasileiros

Mito: A Igreja Universal do Reino de Deus pratica “reiteradas atitudes agressivas” contra adeptos dos cultos de matriz africana, que seriam “apedrejados, espancados e surrados com Bíblias”, segundo reportagem da Agência Pública divulgada na Internet, citando estudo dos anos 1980.

A autora da matéria fez, ainda, uma relação entre o suposto aumento do número de denúncias de “discriminação por motivo religioso” e a eleição do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, bispo licenciado da Universal.

Verdade: Embora as diferentes denominações religiosas tenham crenças distintas, a Universal respeita todos os credos exatamente por defender as liberdades de religião, de pensamento e de expressão asseguradas em nossa Constituição Federal.

Assim, mesmo divergindo – como é nosso direito, assegurado pela liberdade de culto – a Universal jamais perseguiu ou atacou pessoas por suas convicções espirituais.

Pelo contrário, respeitamos a todos porque, como vítimas maiores do ódio religioso no Brasil, também exigimos o mesmo respeito.

Jornalismo da Record TV é censurado pela Igreja Universal

Mito: Circula pela Internet a informação de que Igreja Universal do Reino de Deus teria “proibido” o Jornalismo da Record TV de “falar dos 300 anos da aparição da Padroeira do Brasil”.

Verdade: A Universal e a Record TV são instituições absolutamente distintas, uma sem subordinação ou ingerência sobre a outra.

Além disso, o autor dessa fantasia tenta colocar os fiéis da Universal em confronto com os católicos, ao insinuar que se trata de um ataque às convicções daquela religião. Nós, da Universal, repudiamos com veemência todo ataque a fé ou crenças, até porque somos as maiores vítimas da intolerância religiosa em nosso País.

Universal promove estudo bíblico para divulgar novela da Record TV Apocalipse

Mito: segundo texto publicado no portal “Observatório da Televisão”, a Igreja Universal do Reino de Deus estaria promovendo uma “divulgação indireta da próxima novela da emissora, Apocalipse”. De acordo com a publicação, “para familiarizar os fiéis no assunto” e “atraí-los para assistir o folhetim”, a Universal reuniria, aos domingos, no Templo do Salomão, em São Paulo, “os seguidores para um estudo acerca do livro apocalíptico”.

Verdade: desde seu início, a Universal prove estudos bíblicos sobre o Apocalipse, que são fundamentais para a Fé cristã. Além disso, há anos, o portal Universal.org e todos demais veículos da instituição também divulgam textos sobre o assunto.

O veículo de comunicação deveria, pelo menos, verificar a informação para não publicar a versão deturpada de um fato como se fosse a verdade. É o que exige a prática do bom jornalismo.

Bispo Macedo candidato à Presidência da República

Mito: segundo texto publicado no portal Brasil 247, o Bispo Edir Macedo “pode entrar na corrida para Presidente”. De acordo com o autor, “lideranças políticas e religiosas ligadas à Universal” tentam convencer o Bispo Macedo a candidatar-se em uma eventual eleição indireta.

Verdade: o Bispo Edir Macedo ignora, jamais autorizou e nunca aceitaria tal especulação envolvendo seu nome. Ele não é e não será candidato à Presidência da República.

Homossexualidade: Universal desmente notícia falsa sobre Bispo Macedo

 Mito: O Bispo Edir Macedo apoia o casamento gay, conforme afirmaram o portal TV Foco e outros sites. O Bispo teria dado tal declaração no programa de rádio “Palavra Amiga”, em 12/7/2017.

Verdade: A fala do Bispo Edir Macedo é de agosto de 2015, não de julho de 2017. Além disso, se os jornalistas  que produziram e reproduziram a mentira tivessem ouvido a gravação – o que, certamente, não fizeram -, perceberiam que o Bispo não levantava uma bandeira contra o homossexualismo, o que é completamente diferente de afirmar que, em sua fala, apoiava o casamento ou a união homoafetiva.

Sobre o tema, a Universal publicou uma nota em 18/8/2015, que pode ser lida pelo link https://www.universal.org/noticias/saiba-o-que-o-bispo-macedo-pensa-sobre-o-homossexualismo – que também traz a íntegra da fala do Bispo Macedo.

O próprio líder espiritual da Universal concedeu uma entrevista ao portal UOL, sobre a declaração no programa “Palavra Amiga”, quando esclareceu que “a Universal sempre aceitou e aceita todos os homossexuais, como acolhe qualquer ser humano do jeito que ele é. Nossa missão é pregar o Evangelho a TODA CRIATURA”.

Mas acrescentou que, “tanto o Velho quanto o Novo Testamento condenam essas práticas. Entretanto, o Senhor Jesus não veio para condenar, mas para salvar. Cremos que o Senhor Jesus deu um excelente exemplo de mensagem para todos os pecadores: Não incriminou ninguém, exceto os RELIGIOSOS HIPÓCRITAS”.

A entrevista pode ser lida em: https://celebridades.uol.com.br/ooops/ultimas-noticias/2015/09/01/gays-tambem-sao-bem-vindos-a-universal-diz-bispo-macedo.amp.htm

 

Filme sobre Bispo Edir Macedo terá patrocínio da prefeitura do Rio

Mito: A Prefeitura do Rio de Janeiro estaria financiando o filme “Nada a Perder”, adaptação para os cinemas da autobiografia do Bispo Edir Macedo, produzida pela Paris Filmes e pela Record Filmes.

Verdade: A produção do filme “Nada a Perder” não levará um centavo sequer de dinheiro público. O financiamento da obra cinematográfica é totalmente privado.

O boato mentiroso circula desde 2016 por redes sociais e foi publicado em alguns portais de fake news (notícias falsas), sendo desmentido pela Agência Lupa – a principal agência de verificação de notícias e de informações do Brasil.

O ataque da Universal à hóstia

Mito: a Universal teria patrocinado uma campanha atacando a crença dos católicos na hóstia, supostamente chamando-a de “pão do mal”.

Verdade: em nenhum templo ou catedral da Universal jamais foi afirmada tal barbaridade.

Nunca uma só palavra neste sentido foi exposta em qualquer veículo oficial da Universal na TV, no rádio, jornal, livro ou Internet.

A Universal repudia com veemência todo ataque à fé ou às crenças dos adeptos de qualquer religião, até porque são os fiéis da Universal as maiores vítimas da intolerância religiosa em nosso País.

Vasectomia obrigatória para pastores da Universal

Mito: Pastores seriam obrigados a se submeter a cirurgia de vasectomia

Verdade: Mentira facilmente desmentida pelo fato de que muitos bispos e pastores da Universal, em todos os níveis de hierarquia da Igreja, têm filhos.

O que Universal estimula é o planejamento familiar, debatido de forma responsável por cada casal. Como, aliás, está previsto em nossa Constituição Federal.

“Exército” da Universal

Mito: O projeto “Gladiadores do Altar” estaria formando um “exército fundamentalista” semelhante ao de Hitler e de grupos islâmicos terroristas

Verdade: Movidos pelo ódio e preconceito que nutrem pela Igreja Universal do Reino de Deus, um grande número de internautas e alguns maus jornalistas alimentaram a Internet e a imprensa brasileira com uma falsa polêmica envolvendo o projeto “Gladiadores do Altar”, programa de ensino bíblico da Força Jovem Universal.

Todos os participantes do projeto no Brasil – jovens de até 26 anos de idade, estudantes e trabalhadores das mais diversas profissões – assistem a aulas bíblicas com um bispo ou pastor, com duração média de 45 minutos, uma vez por semana. As aulas estimulam o debate e a reflexão sobre aspectos do texto bíblico e do trabalho missionário, que se propõem a fazer. Essa é a única atividade regular dos “Gladiadores do Altar” (“Altar” se refere ao lugar onde o pregador ministra suas prédicas). Não é desenvolvida nenhuma prática militar ou semelhante, somente ensino religioso.