Mesmo lugar, mesmo espírito, mesma fé

O que favoreceu o derramamento do Espírito Santo no dia de Pentecostes?

Todos estavam sob o mesmo telhado e sentados, como se estivessem esperando ser “servidos”.

Sem ansiedade, todos aguardavam.

Paciência, educação, cavalheirismo caracterizavam aquele ambiente de fé.

Ainda que tivessem acesso à tecnologia atual (telefone móvel), ninguém ousaria carregá-lo para aquele Lugar de Fé.

Todos no mesmo lugar. Todos curtindo os mesmos pensamentos. Todos unidos.

Lembra a visão de Davi?

Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! Salmo 133.1

Todos no mesmo lugar significa comunhão, unidade de pensamentos.

Ninguém pensava em si mesmo ou nos próprios interesses;

Afinal, eles só estavam ali por uma razão: aguardando a Promessa do Senhor Jesus.

A “terra” estava pronta para receber a Divina Semente.

Pedras, mato, formigas e tudo o mais que impedia o desenvolvimento da Semente naquela terra já havia sido removido.

Sinceridade, arrependimento, humildade, além da fé, neutralizavam toda e qualquer investida maligna.

Tudo cooperava para o derramamento do Espírito de Jesus.

De repente, veio do céu Um som; Som como de um vento impetuoso.

Encheu toda a casa em que estavam assentados.

Com certeza, ninguém esperava falar em outras línguas.

Nem imaginava isso. Mas foi o que aconteceu.

Inesperadamente, aconteceu como sinal do cumprimento da Promessa.

Isso ocorreu porque todos estavam no mesmo lugar e no mesmo espírito e na mesma féentão, todos ficaram cheios do Espírito Santo; E todos passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem. Atos 2.4