Frutos da Carne

Para conseguir se proteger, é necessário que se conheça o seu inimigo. Se você não conhece as armas e estratégias do seu inimigo, fica impotente e se torna uma presa fácil a ser destruída. A Palavra de Deus dá esse ensinamento e advertência para os que desejam entender mais sobre como evitar essa situação, dizendo:

“Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.” Gálatas 5:17

Quando a pessoa está sempre errando e sente dificuldade para fazer as coisas certas, é porque existe essa luta interior. Há uma guerra entre saber que precisa fazer o que é correto e o desejo de
fazer o que não é certo e de satisfazer suas vontades próprias.

Essa passagem é bem clara. Não devemos fazer nossa vontade, e sim, seguir a orientação do Deus Pai, porque não sabemos o que é o melhor para nós. Ele quer que tenhamos o espírito forte e, assim, seremos vitoriosos sempre. O espírito só vence a carne quando é alimentado com a Palavra de Deus e quando pensamos sempre em obedecê-Lo em tudo.

Por isso, precisamos vigiar nossos sentimentos, pensamentos e atitudes. Veja se tem sentido ou cometido um desses frutos da carne: ciúmes do pai ou da mãe com outras pessoas; inveja da casa, da roupa, do carro ou da família do amigo; malícia e coração impuro, sempre discordando ou pensando mal dos outros; raiva por qualquer coisa; gula demais para comer. Cabe a você rejeitar todos esses inimigos com a sua fé, se determinando a não agir mais assim.

A carne é um inimigo forte, é fácil se deixar levar pelo brilho do mundo. Porém, Deus nos deu o livre arbítrio para escolher com inteligência e não ser dominado por essas forças do mal. Nossa vontade não pode prevalecer! Quando temos vontade de fazer coisas erradas, mas conhecemos o que é o certo, nosso poder de decisão é a chave para vencer essa guerra.