Abra sua janela

Quem espera ver ou sentir para conquistar algo pela fé vai morrer esperando.

Os religiosos são assim: precisam ver ou sentir para crer, a exemplo de Tomé.

Fé é certeza. Certeza de que Deus fará o que prometeu fazer. Nada a ver com sentimentos.

Abraão é um dos maiores exemplos de fé. Não realizou nenhum milagre. Mas a firme dependência de Deus fez dele pai na fé dos que fizeram grandes milagres.

Sua fé não estava apoiada em feitos extraordinários. Mas na perseverança de dependência diária do Altíssimo.

O único sinal que Abraão recebeu de Deus, de que seria pai de numerosas nações, foram as estrelas.

Do ponto de vista humano, tudo contrariava a Promessa Divina.

1 – Idade avançada – cem anos;
2 – Sara, sua mulher, já tinha passado do tempo de gerar filhos – noventa anos;
3 – Era estéril de nascença.

Some-se a isso: peregrinações, dificuldades de locomoção e perigos do deserto.

Mesmo assim, mantendo-se firme na dependência Divina, creu contra a esperança.

Talvez o leitor esteja vivenciando um problema, aos olhos humanos, de solução impossível.

Você tem em Abraão um exemplo vivo da fidelidade de Deus.

Basta abrir a janela, à noite, e observar as estrelas, as mesmas vistas por Abraão. E como Deus falou com ele por meio delas, Ele o fará com você também.

Elas se mantêm firmes no céu, não apenas para serem admiradas, mas, sobretudo, para testemunharem que a Palavra do Deus de Abraão se cumpre hoje, da mesma forma que se cumpriu no passado.

Elas serviram de sinal para Abraão e continuam servindo de sinal para quem quiser crer.

O Senhor Deus de Abraão abra seus olhos espirituais para verem Seus sinais!