Estudos

Servir (5ª Parte)

788 views
obradeDeus5-1900x748

Quem tem o Espírito Santo, é guiado por Ele, isto se a pessoa compara a sua fé com a Palavra de Deus.

A fé por si própria exige respostas! E eu buscava resultados da fé que eu tinha, mas por conta da falta dos mesmos, eu continuava com a minha “dívida”, e frustrada.
As pessoas sempre me diziam que não, que eu as ajudava, mas nenhuma palavra que era dita, me transmitia fatos. Então, não tinha como me iludir.

Vivia insatisfeita com tudo! Porque aquilo em que eu mais cria, não era existente. Até que tomei uma decisão definitiva de sacrificar aquilo que me faltava entregar, e isso trouxe as respostas que eu precisava.

Na concepção de um ser humano, só se espera ser servido… mas não é esse o papel do servo! Quanto mais responsabilidades tiver, mais terá que servir e menos tempo terá para si mesma.

O que significa realmente SERVIR?

De uma certa feita, o Senhor Jesus foi lavar os pés dos discípulos, e eis o que sucedeu:

“Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim?
Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.
Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo.” (Jo.13:6-8)

Cada semana vamos abordar um ponto acerca deste versículo, que vai caraterizar o servir.

Que significado tem o Senhor Jesus dizer que se não lhes lavasse os pés, não teriam parte com Ele?

Significa que se Ele não Se entregasse em favor dos discípulos, não teria como Se relacionar com eles e ajudá-los, porque em um relacionamento, é preciso haver uma entrega incondicional da parte de alguém. O Senhor Jesus tinha o DNA do Pai, o próprio Deus, então era Ele que tinha que dar, em primeiro lugar, antes de receber.

A primeira situação mais difícil é de entender e enxergar a necessidade do próximo.
Os discípulos não eram fáceis de se lidar, porque não tinham o Espírito Santo. E com isso eram dominados pelo seu egoísmo e orgulho.

Então, o Senhor Jesus é que tinha que gerar tudo… Ele é que tinha que entender, Ele é que tinha que ter paciência, ensinar, investir, exortar, etc.

E quem faz as coisas bem feitas, busca nos demais o mesmo que eles dão!

O Senhor Jesus era perfeito, mas não podia exigir o mesmo dos Seus discípulos, enquanto Ele mesmo não ensinasse e Se desse por eles.

Os problemas dos discípulos eram uma forma de Jesus entrar “em cena” e servir.