Relacionamento

215 milhões de cristãos são perseguidos no mundo

1 comment1101 views
perseguicaocristaos.690x460

Em 1 ano, mais de 1,2 mil pessoas foram mortas por motivos ligados à fé cristã

De acordo com o relatório “World Watch List 2017”, desenvolvido pela ONG Portas Abertas entre 1º de novembro de 2015 e 31 de outubro de 2016, cerca de 215 milhões de cristãos no mundo todo são perseguidos pela fé que professam.

perseguicaocristaos.690x460Conforme aponta o estudo – que foi realizado em 50 países –, cerca de 30% dos cristãos estão, neste momento, sendo ameaçados, agredidos ou torturados. As piores regiões para seguir a fé cristã são o Norte do continente africano, a África Subsaariana e o Oriente Médio. Todavia, América, Europa e Ásia também relatam muitos casos de discriminação. Segundo o relatório, a Coreia do Norte ainda é o país mais perigoso para um cristão habitar, pois ali o simples fato de citar Deus ou ter uma Bíblia coloca em risco a vida da pessoa e de todos os seus familiares e pessoas relacionadas.

Embora seja muito difícil registrar todos os atos violentos em regiões de guerras, como os do grupo extremista Estado Islâmico (foto), o relatório aponta 1.329 igrejas atacadas nesse período, sendo que 1.207 pessoas morreram por motivos ligados à fé cristã.

E você?

Jesus afirmou: “… todo aquele que Me confessar diante dos homens também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus” (Lucas 12.8). Em outra oportunidade, garantiu que são “bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus” (Mateus 5.10). Os inúmeros perseguidos por manterem a fé cristã serão acolhidos pelo Senhor Jesus, conforme Ele mesmo prometeu. Mas e aqueles que, mesmo em situações menos extremas do que a perseguição violenta, negam-se a dar o seu testemunho?

O bispo Edir Macedo ressalta a importância de professar a fé, especialmente para quem necessita ouvir a Palavra de Deus. Ele afirma que no cotidiano o cristão deve ser testemunho do poder de Deus em sua vida e, quando tiver a oportunidade, deve revelar a importância dEle.

“Não é que você vai ser chato de ficar falando de Jesus numa hora imprópria. Você tem que ter o momento certo para falar a respeito disso”, explica o bispo, lembrando que não devemos ser tímidos ao falar sobre Deus. “Se você não tem vergonha de Jesus, então Ele não vai ter vergonha de você também no céu. Se você tem vergonha dEle, Ele vai ter vergonha de você nos céus.”

  • João Marques

    Muito bom.